13/01/2009

QUENTAR DE PRIMAVERA








Pousadas ramando prado
Seco cheiroso da flor
Quentando vivas
Nos calores do Cerrado

Cabelo de Nego
Chapéu de Couro
Campo Sujo
Manto molhado
Do mato

Mimosa
Estrelada
Nas curvas dos arcos
Das íris inteiras
Flores
Ramalhetes tontos
Tortos tantos matos

Deitadas pálpebras
Pouso nelas

Num ranger de rezas
Num piar de palmas


Bic

3 comentários:

anna disse...

bic, ciro fez grandes elogios do seu livro! parabéns!

Anônimo disse...

Anna, quem é você?


Vamos ver se vão gostar, espero que saia a versão em preto e branco este ano. Aí você conta se gosta, ok?

Bic

materials disse...

tuerqi631
afuhan368
bajisitan
balesitan
nanfei87