16/03/2008

Poesia

14 de março! Dia da poesia!
-----------
Quero teu olhar se derramando pela rua
Nessa festa
Que seja barulhenta a madrugada
Cheia de luas
Quero a tarde de vermelho
O mesmo verde dessas árvores virgens
O joão-de-barro que partiu
A juriti saudosa
No raiar do dia
E quando novamente a noite chegar
Quero ficar aqui quietinho
Ouvindo a tua poesia

Adeilton Lima

4 comentários:

Fabi disse...

Essa tua poesia combina com a minha (cheia de quereres)que eu postei por último.
Eu gosto muito, e quero isso aí também. Eu quero tudo,hehehe.

BicMargarida disse...

Um poema gostoso pra gente se aconchegar mesmo, feito joão de barro em sua pequena morada.

Eu é que quero ficar quietinha ouvindo você falar poesia...

Teatro em transe disse...

Amigas queridas! Beijão!!!

Bob disse...

Opa! Deixei passar batido o dia da poesia! Que vergonha. Adeílton sempre marcando presença com poemas muito positivos, cabeça pra frente e enfrentamente da vida em riste. Como discordar?