12/02/2008

Abelha

ABELHA



Por falta de flor doce e cheirosa
Abelha lambe refri no lixinho da escola

O veneno é do tamanho
Que açúcar branco nem se conta

ZZZZZZZZZZZumbe a abelhinha

Ela quer da flor pra cheirar sabores
Fazer o mel no pousar das cores
No cruzar das plantas
Ela quer o que é dela
De direito natural


Planta árvore de Pequi
Abelhinha vai gostar
E se lá tiver rainha
Vai dar mel no Piquiá

2 comentários:

Fabi disse...

Adoro os lugares onde vc encontra poesia, a abelhinha é linda!

Vitor disse...

ontem eu me desviei de uma abelhinha de refrigerante, ela tava atrás do meu... lembrei do seu poema, e fiquei mais solidário, quando ela finalmente conseguiu mergulhar no refri, abri mão dele... =P
besos
Vitor