03/12/2008

TUDO EM BUSCA DO VERSO


Subscribe Free for future posts Add this player to my Page

de Leonardo Menezes por Mateus Trabelo

2 comentários:

Fabi disse...

Uau! Ficou demais!
Adoro essa poesia do Léo, boa escolha Mateus.
Bjos

murilo mendes disse...

Novíssimo Orfeu

Vou onde a poesia me chama.

O amor é minha biografia,
Texto de argila e fogo.

Aves contemporâneas
Largam do meu peito
Levando recado aos homens.

O mundo alegórico se esvai,
Fica esta substância de luta
De onde se descortina a eternidade.

A estrela azul familiar
Vira as costas, foi-se embora!
A poesia sopra onde quer.