12/08/2008

Caminante, son tus huellas
el camino y nada más;
Caminante, no hay camino,
se hace camino al andar.
Al andar se hace el camino,
y al volver la vista atrás
se ve la senda que nunca
se ha de volver a pisar.
Caminante no hay camino
sino estelas en la mar.


.
>
............................................................Antonio Machado

4 comentários:

mateus trabelo disse...

quem postou aqui a poesia mais manjada do Antonio Machado?

Juan de Mairena disse...

El poeta es un pescador, no de peces, sino de pescados vivos:
entendámonos: de peces que puedam vivir después de pescados.

Léo Menezes disse...

Juan de mairena? Tem neguinho querendo dar um de Pessoa, mas terceirizando a poesia...

ciro disse...

Primeiro:

que grande poema! Você pode nos dar mais informações sobre Antônio machado, Mateus? Prefiro que você fale do que recorrer ao wikipedia, hehehe...

De fato, neste momento, vivo a idéia de que a vida é este ínterím desaparecido entre passado e futuro. Vivo isso especialmente porque minha memória é péssima e vejo meu passado desaparecer diariamente, mas minha constituição psíquica ("eu") continua intacta, com suas idiossincrasias.

Por isso, para mim, olhar para trás e ver o caminho que nunca mais trilharemos novamente.

Segundo:

O poeta, se vir seu poema ser roubado por outra pessoa, tem sempre a opção de escrever mais, e mais, e mais, e de novo, de novo...

se me roubam um poema, escrevo outro melhor, oras!