12/02/2008

Alumbrar-se


Apago as luzes
Fomento o quieto
Pensamentos me voam feixes reluzentes me
Desproporcionam
caio no súbito querer onírico
e persiste uma manhã-
pingado .

4 comentários:

Nexo Grupal disse...

galera, esqueci de assinar, malz...
Vitor Aratanha

Fabi disse...

Seja bem vindo Vitor!
Você escreve muito bem, eu gostei bastante dessa tua poesia, mas a outra que vc leu no encontro tem que aparecer por aqui tbém, foi uma das melhores da noite!

Fabiane disse...

Poetas

O encontro de fevereiro foi muito bacana e estou feliz em ter retornado para essas trocas de experiêncis estéticas.

Porém, o fato do encontro não ter hora para começar e de acabar´me parece uma complicação que pode ser superada.

Abraços Poéticos

da Bic

Ciro disse...

Caros amigos,

Peço desculpas pela minha ausência no último encontro. Tive que ir a um evento de uns amigos antigos que estão por aqui e voltei meio "estragado", hehehehe

Espero que tenha sido um encontro legal e podem contar comigo no próximo!

Ciro